domingo, 20 de abril de 2008

Olá.
Estive muito tempo sem aparecer, é verdade, mas creio que já todos devem estar habituados à minha ausência. É muito raro actualizar o blog, talvez por não ter grande necessidade de escrever e desabafar.
Sinceramente, não sei o que dizer. A minha cabeça pode até estar cheia de pensamentos, num turbilhão de ideias, com mil e um sentimentos, mas não dá pra transcrevê-lo para palavras.
Já tive momentos piores. Posso até dizer que estou numa fase mais ou menos estável, apesar dos dias maus que toda a gente tem. Há dias em que sinto aquela frustração (que conheço tão bem) mesmo à flor da pele, há outros em que a ignoro.
Na verdade quase nada mudou. Os medos, os receios, as frustrações...tudo isso permanece, embora por vezes menos acentuado. Não sou nenhuma espécie de super-heroína, é perfeitamente normal ter os meus momentos de fraqueza. Quem não os tem?
Por vezes gostaria de ser outra pessoa, ou pelo menos conseguir fingir. Mas não consigo, porque por mais que tente esconder os meus defeitos eles estarão sempre lá, eu serei sempre eu mesma, tal como sou, com os meus defeitos e quiçá, qualidades.
Não consigo fugir dos meus defeitos, porque sem eles não sou a mesma pessoa, mas sim um disfarce. E quem o faz, não passa de um cobarde! Alguém que finge ser o que não é, que renega a sua própria maneira de ser. Acho isso ridículo. Eu tenho a completa noção de que estou muito longe da perfeição, mas pelo menos tenho o bom senso de admiti-lo! Não posso negar que as críticas negativas me derrotam, apesar de saber que são verdadeiras, mas prefiro ter a noção daquilo que sou de verdade e sentir-me com a auto-estima um pouco em baixo, do que viver uma ilusão pensando que sou algo quando na verdade não o sou.
Não sei a que acaso veio este assunto, simplesmente são coisas sobre as quais por vezes é bom reflectir.

Por fim, deixo-vos um videoclip de uma música que trata de algo que tantas vezes sinto vontade de fazer: GRITAR! A mensagem enquadra-se perfeitamente naquilo que em alguns momentos me invade a alma...revolta, indignação, vontade de deixar de fazer coisas que faço simplesmente por obrigação! Vem mesmo a calhar, porque amanhã é segunda-feira e mais uma vez vou voltar àquela rotina diária deprimente!
Sem mais nada a dizer, aqui fica o vídeo e também a tradução ;)
Boa semana!


Tokio Hotel-Scream

Grita

Tu acordas
E alguém te diz aonde ir
Quando tu chegas lá
Todos te dizem o que fazer

Obrigado
Está sendo outra maldita segunda-feira
E ninguém te pergunta o que tu queres
De qualquer jeito...

Não não não na-na-na-na não
Não não não na-na-na-na não

Grita!
Até sentires
Grita!
Até acreditares
Grita!
E quando te doer
Grita o mais alto que puderes

(Grita o mais alto que puderes)

Cuidado
Fica atento, eles estão a observar-te
Obcecam-te
Eles estão sempre a trabalhar

Prometendo
Tudo o que tu nunca pediste
E um dia será tarde demais
E tu implorarás por mais

Não não não na-na-na-na não
Não não não na-na-na-na não

Grita!
Até sentires
Grita!
Até acreditares
Grita!
E quando te doer
Grita o mais alto que puderes


Volta ao zero
A tua vez está a chegar

Deixa que eles saibam
Que tu não és apenas qualquer um

(Grita...Grita o mais alto que puderes)

A tua vez está a chegar


Grita!
Até sentires
Grita!
Até acreditares
Grita!
E quando te doer
Grita o mais alto que puderes

Cala-te.

Não!
Porque tu sentes
Não!
Porque tu acreditas

Não!
E quando isso te doer
Grita o mais alto que puderes

Não, não, não, não, não, não

Grita o mais alto que puderes

Grita!